O Empreendedor do Cuidado tem um papel importante na sociedade atual, de apoio e apoio social as pessoas idosas. É um elemento essencial para a vida cotidiana de idosos ou deficientes. De fato, a assistência diária desse profissional permite que pessoas idosas recuperem sua autonomia e vivam em seus próprios lares, garantindo o conforto e complementando os esforços de seus familiares.
A denominação ”Empreendedor do Cuidado Social”, designa os profissionais identificados hoje, como maduros “50+” que buscam novas oportunidades, desenvolver o seu lado empreendedor no mercado prateado e da longevidade.

A missão do Empreendedor do Cuidado Social

O Empreendedor do Cuidado Social estabelece com a pessoa idosa e seus familiares uma relação de confiança e diálogo. Ele fornece serviços individualizados que levam em consideração todas as necessidades da pessoa idosa em relação às suas escolhas de vida.

Tem uma missão importante para a manutenção da saúde do idoso ou deficiente. De fato, mantendo contato regular ou mesmo diário com a pessoa idosa, o acompanhante pode detectar melhor a perda de capacidade, as dificuldades ou o surgimento de novos problemas de saúde na pessoa idosa beneficiaria que está sendo atendida.

Os profissionais Empreendedores do Cuidado Social podem ajudar a prevenir o abuso das pessoas mais vulneráveis ​​ou entrar em contato com a família em caso de uma situação preocupante. Todo atendimento é supervisionado e monitorado pela equipe do Juntando Pontas.

Um conforto contra o isolamento

O Empreendedor do Cuidado Social em casa evita a colocação da pessoa dependente em um estabelecimento de cuidados ou acomodação. O acompanhamento domiciliar é um elemento essencial na vida dos idosos. É um importante apoio moral, um vínculo social indispensável e uma maneira de prevenir ou reduzir a dependência.

Ele apoia e auxilia as pessoas idosas, prestando-lhes assistência profissional na realização de atividades da vida cotidiana, incluindo lazer e possibilita, através de sua ação, o apoio domiciliar, contribui para a preservação, restauração e estimulando a autonomia, promovendo a integração social das pessoas idosas.

Por outro lado, o Empreendedor do Cuidado Social não pode realizar nenhum procedimento médico. Toda o atendimento é reportado a equipe Juntando Pontas, em caso de urgência os familiares são automaticamente acionados.

As Atividades cotidianas do Empreendedor do Cuidado Social

A ocupação do Empreendedor do Cuidado Social envolve atividades que podem variar de acordo com as necessidades da pessoa idosa que está sendo auxiliada e seu grau de independência. É uma questão de ajudar a pessoa idosa ou o deficiente na realização das tarefas da vida cotidiana e lazer. Finalmente, os nossos Empreendedores do Cuidado representam um vínculo social e humano para os idosos que às vezes são isolados.

Juntando Pontas, recrutará os Empreendedores do Cuidado Social que vivem na proximidade da pessoa idosa beneficiaria, são experientes e qualificados. Nosso processo de recrutamento leva em consideração a personalidade, a experiência do trabalho. Apoiar as pessoas idosas ​​é um trabalho difícil que nossos Empreendedores do Cuidado farão com coração e comprometimento.

As Competências do Empreendedor do Cuidado Social

A ocupação do Empreendedor do Cuidado Social requer uma boa condição física. De fato, muitas vezes é necessário o auxiliar as pessoas idosas no seu dia a dia. Esse trabalho exige grande rigor, gosto pela ordem e senso de higiene, habilidades de escuta, um caráter paciente e benevolente e uma verdadeira vocação no desejo de ser útil aos outros.

Os Empreendedores do Cuidado são frequentemente confrontados com a solidão dos idosos. A presença deles permite confortar a pessoa idosa, distraí-la, incentivá-la a participar de passeios, mas também contribuir para o seu bem-estar, para a estima das pessoas e a manutenção do vínculo social .

Devido à importância dos relacionamentos e do contato, este trabalho requer um interesse real nos aspectos humanos e nas relações sociais e são muito importantes porque permitem que a pessoa idosa se sinta cercada e escutada.